Sem obras, estrada que dá acesso à Serra do Corvo Branco está comprometida
Matéria via Fotos NSC TV / Postado dia 12-02-2018

 

A estrada que dá acesso a um dos locais mais belos do estado, a Serra do Corvo Branco, está comprometida por causa dos buracos e obstáculos. Melhorias no local começaram em 2014, mas pararam em 2015 por problemas no projeto. O consórcio que venceu a licitação de R$ 36 milhões abandonou os trabalhos, que nunca foram retomados.

Foto: Reprodução / NSC TV

O problema está nos 9,7 quilômetros em Urubici. Desde que as obras pararam os buracos aumentaram, as barreiras caíram e a Serra do Corvo Branco foi ficando cada vez mais perigosa. O trajeto nas curvas sinuosas fica ainda mais perigoso. “Transtorno, né. Caminhão estraga caminhão, há risco de acidente. Sempre agora que a safra é aqui em cima, sempre esse transtorno”, disse Eduardo Vozz, motorista.

O Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura) diz que oficialmente esse trecho da SC-370 está interditado. A rodovia liga a região serrana ao litoral catarinense, e é o caminho mais curto pra escoar a produção de hortaliças, frutas e leite, por isso muitos preferem correr o risco.

“Alguns obstáculos lá que são perigosos, não tem guard-rail, pra proteger pra não cair. Hoje tá bem abandonado”, disse Kleber Vieira, fruticultor. Ele falou ainda que essa é a principal rota para escoar a produção. “Essa aqui eu levo 55 quilômetros e a outra vou levar 190 quilômetros”, explicou.

O novo projeto para revitalização da rodovia tem prazo para ficar pronto no próximo mês. Para o início da obra, porém, não há previsão. Enquanto isso quem precisa continua na espera. “Faz tempo, faz muito tempo, muitos anos…. Não sei quando que vão terminar, mas decerto um dia nós passaremos direto na estrada boa”, disse o motorista Silvio Boing.

Com informações do site G1 SC

 



Veja Também
PRF faz escolta e orienta motoristas
Jogos são adiados por causa de greve

Os reflexos da greve dos caminhoneiros fizeram com que a Federação Catarinense de Futebol (FCF) adiasse jogos das categorias de base da Série A do Campeonato Catarinense. Ao todo, são dez partidas que tiveram nova data por causa “dos inúmeros transtornos ocasionados em virtude da greve geral dos caminhoneiros no país”, conforme o comunicado da entidade. 

O departamento de competições da entidade remarcou os duelos de fim de semana para o meio da semana, na terça ou quarta-feira. Foram quatro partidas da categoria infantil e outras quatro da juvenil (os duelos ocorrem um em seguida do outro), válidas pela quarta rodada primeira fase. Previstos para este sábado, serão disputados na quarta-feira.

Já na categoria júnior, dois jogos dos três da segunda rodada do returno foram alterados. Tubarão x Avaí e Figueirense x Joinville estavam marcados para sexta-feira e foram remarcados para terça. O duelo entre Criciúma e Chapecoense foi o único mantido, porque a delegação do Verdão do Oeste já está no Sul de Santa Catarina para a partida.

Hercílio Luz

Em comum acordo com os times participantes, o departamento de competições da Federação Catarinense de Futebol adiou as partidas das três competições das categorias de base do Campeonato Catarinense Série A 2018. O Hercílio Luz participa das categorias Infantil (Sub-15) e Juvenil (Sub-17), cujos times entrariam em campo neste sábado, contra o Guarani de Palhoça, no Estádio Renato Silveira, pela 4ª rodada da 1ª Fase. Em função da greve dos caminhoneiros, as disputas foram reagendadas para quarta-feira. Na segunda-feira (28), a FCF e a diretoria dos times participantes reavaliarão as condições e confirmarão as partidas. Caso seja necessário, uma nova data poderá ser marcada. Na sexta-feira, os dois times treinaram normalmente no Aníbal Costa. No Infantil, o time do Leão do Sul ocupa a 9ª posição, enquanto no Juvenil a equipe está em 8º lugar.

Peixe encerra fase contra o Cianorte
Entrevista: “a cidade está em obras”, diz prefeito Joares