Peixe joga com a Chape neste sábado
Matéria via Diário do Sul / Atualizado dia 13-01-2018

O Atlético Tubarão faz o último teste antes da estreia do Catarinense neste sábado, em amistoso contra a Chapecoense, que está marcado para as 19h na Arena Condá. A partida em Chapecó terá entrada franca e servirá para que o técnico Waguinho Dias teste as novas possibilidades do elenco tubaronense.

A equipe do Peixe montada para o Estadual tem como base o time campeão da Copa Santa Catarina no fim do ano passado, e vem se preparando desde dezembro. Nesse período, houve algumas mudanças, entre saídas e chegadas, e um dos objetivos do amistoso será justamente ver como essas novas peças funcionam em campo.

No grupo, o jogo é encarado como uma espécie de prévia do Catarinense, já que o adversário é um dos grandes do Estado. O elenco do Tubarão viajou para o Oeste na sexta-feira e, durante a tarde, chegou a realizar um treino na cidade de Chapecó.

A estreia do Peixe no Catarinense será na quarta-feira, com clássico diante do Hercílio Luz. O confronto, às 20h30, será no estádio Aníbal Costa, casa do arquirrival. 

Os ingressos para a torcida Tricolor estão sendo vendidos na loja do clube, no Farol Shopping. O preço é R$ 40. A venda vai até o dia do jogo ou enquanto durar o estoque.




Veja Também
Alternativas para o Paço são pensadas
Tubarão busca primeira vitória na Liga Futsal
Suspeitos de roubo de carros de luxo são presos

Uma quadrilha suspeita de estar envolvida em roubo de caminhonetes de luxo em cidades da região Sul, entre elas Tubarão, foi presa ontem. 

A prisão aconteceu em Criciúma, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC). Ao todo, quatro pessoas foram presas durante operação. 

Conforme o delegado responsável pelo caso, Yuri Miqueluzzi, o quarteto, que faz psrte do grupo especializado em roubos de caminhonetes de luxo, vinha sendo investigado desde novembro do ano passado. A prisão aconteceu na manhã de ontem, quando foram cumpridas uma dezena de buscas em diversos bairros, em ação conjunta das Divisões de Roubos e de Homicídios.

Ao todo, mais de 50 policiais civis da região Sul participaram da operação policial. A região de Criciúma e seu entorno vinham sendo alvos reiterados de roubos de caminhonetes e outros veículos de luxo. Segundo o delegado, o grupo vinha atuando com planejamento e organização, com uso de armas de fogo e veículos de apoio.

Em razão das buscas, outros materiais foram apreendidos para auxiliar nas investigações. “Com as prisões e posterior encerramento das investigações, há uma tendência de diminuição destes delitos”, informa o delegado, e completa que não foi possível ainda precisar quantos roubos aconteceram em Tubarão.

Artilheiro Magno Alves é apresentado