Peixe joga com a Chape neste sábado
Matéria via Diário do Sul / Atualizado dia 13-01-2018

O Atlético Tubarão faz o último teste antes da estreia do Catarinense neste sábado, em amistoso contra a Chapecoense, que está marcado para as 19h na Arena Condá. A partida em Chapecó terá entrada franca e servirá para que o técnico Waguinho Dias teste as novas possibilidades do elenco tubaronense.

A equipe do Peixe montada para o Estadual tem como base o time campeão da Copa Santa Catarina no fim do ano passado, e vem se preparando desde dezembro. Nesse período, houve algumas mudanças, entre saídas e chegadas, e um dos objetivos do amistoso será justamente ver como essas novas peças funcionam em campo.

No grupo, o jogo é encarado como uma espécie de prévia do Catarinense, já que o adversário é um dos grandes do Estado. O elenco do Tubarão viajou para o Oeste na sexta-feira e, durante a tarde, chegou a realizar um treino na cidade de Chapecó.

A estreia do Peixe no Catarinense será na quarta-feira, com clássico diante do Hercílio Luz. O confronto, às 20h30, será no estádio Aníbal Costa, casa do arquirrival. 

Os ingressos para a torcida Tricolor estão sendo vendidos na loja do clube, no Farol Shopping. O preço é R$ 40. A venda vai até o dia do jogo ou enquanto durar o estoque.




Veja Também
Peixe terá duelo difícil na estreia em casa
Ladrões queimam casa após furto
Homicídio é investigado após identificação de corpo
Pais recebem orientação sobre desaparecimento

Crianças que estiverem no litoral da região, durante este final de semana, receberão pulseira de identificação e folders com dicas de prevenção sobre desaparecimento. A campanha está na segunda edição e chega neste sábado e domingo às praias de Laguna, Jaguaruna e Garopaba. Este trabalho de orientação e divulgação segue até o final da Operação Veraneio.
Uma delegacia móvel também foi disponibilizada para atender o projeto. O veículo está presente nos locais de maior fluxo de turistas e banhistas, nas sextas-feiras, sábados e domingos, cada dia em uma cidade diferente. O objetivo é alertar os pais ou responsáveis para redobrar a vigilância com seus filhos na praia, onde o índice de crianças perdidas e desaparecidas aumenta nesta época do ano.
A polícia alerta que para evitar casos de desaparecimento é preciso seguir algumas orientações, entre as quais ensinar a criança seu nome completo, nome dos seus responsáveis, seu endereço, telefone e referências. Caso a criança tenha dificuldades para memorizar, utilizar pulseiras de identificação com o nome dos pais e telefone é uma alternativa.
Além disso, outra orientação é evitar lugares muito lotados; em locais com piscinas, redobrar os cuidados. E, por fim, em caso de se perder da criança, procurar rapidamente um agente público devidamente identificado.