Aumento: gasolina é vendida a quase R$ 4
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 14-11-2017

De 1º de novembro até segunda-feira, o reajuste total da gasolina chegou a 7,9%. A informação é do assessor jurídico do Sindópolis (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Minerais de Florianópolis e Região Sul), Ciro Branco. Este é o quinto reajuste do mês.

A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com aumento de 1,20% no preço da gasolina nas refinarias e queda de 0,20% no preço do diesel. Os novos valores valem a partir desta terça-feira.

Segundo Ciro, na realidade, o reajuste ocorre diariamente. “Mas os revendedores repassam ao consumidor o aumento semanalmente. Do dia 1º até hoje (segunda-feira) foram 7,9% de reajuste”, explica Ciro.

Nas bombas de Tubarão e região, o preço chega a quase R$ 4. “É um absurdo a gasolina estar nesse preço. Aqui, antes do quarto reajuste, estava R$ 3,69. Depois, chegou a R$ 3,89. Se continuar assim, como vai ser até o fim do ano?”, indaga Tânia Mara, moradora de Capivari de Baixo.

Ciro explica que, com esse reajuste, os revendedores estão comprando o combustível a R$ 3,70. “Antes estavam pagando R$ 3,42, em média. Os aumentos são diários e os revendedores escolhem uma data para repassar aos consumidores tudo de uma só vez. Ninguém sabe como vai ficar o preço até o fim do ano, até porque qualquer motivo em nível mundial reflete no preço do barril do petróleo e, naturalmente, a refinaria vai repassar o aumento. Isso é o que diz a política das refinarias”, aponta.

Ele ainda acrescenta que, em Florianópolis, o maior preço da gasolina está em R$ 4,09. “Aqui, o preço médio é de R$ 4,03”.


Nova política de revisão de preços

A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.



Veja Também
Certidões de nascimento, casamento e óbito mudam a partir de hoje
Laguna: hospital passa por dificuldade financeira
Semana deve ser de tempo bom

Com sol e temperatura um pouco mais quente, a semana começou marcando 12ºC. Conforme a Epagri/Ciram, a semana também deve ser de tempo bom. 

Em geral, as máximas devem sempre se aproximar dos 30ºC, com exceção de quarta-feira, quando uma frente fria, que vai passar pela região, deve baixar um pouco a temperatura. Nesta semana deve chover apenas na tarde de terça-feira e na quarta-feira pela manhã.

Na praia, o mar é calmo nesta segunda e terça-feira, e começa a ficar agitado a partir de quarta-feira, devido ao vento sul. Importante ressaltar que, em uma previsão alongada, há boas notícias em relação à chuva. Até o dia 5 de dezembro haverá chuvas mais frequentes. Vai predominar o tempo bom, mas com pouco espaço entre os dias de chuva, o que é essencial pra manter o solo irrigado, principalmente para a agricultura.

Na região, o dia hoje deve ser de sol com muitas nuvens e termômetros variando entre 20ºC e 26ºC. Amanhã, pode ocorrer chuva, melhorando no decorrer do dia. A máxima será de 25ºC, e a mínima, de 18ºC. Na quinta-feira, o sol reaparece, com temperatura variando entre 17ºC e 26ºC.

As temperaturas também serão boas na sexta-feira, de acordo com a previsão, podendo chegar a 27ºC. A mínima neste dia deve ser de 19ºC, com sol entre algumas nuvens.

Falta recursos para evitar novos deslizamentos na Serra