Colégio Militar está confirmado em Laguna
Matéria via Notisui / Postado dia 13-10-2017

Prédio onde será instalado ainda passará por reforma. Aulas devem começar em 2019

 

Willian Reis
Laguna

A instalação do Colégio Militar em Laguna foi confirmada pelo governador Raimundo Colombo durante reunião ocorrida quarta-feira em Florianópolis. As aulas estão previstas para começar em 2019, já que o prédio onde a escola será implantada ainda precisa passar reformas.

Blumenau e Joinville também receberão o Colégio Militar, o qual, nestas duas cidades, já deve entrar em atividade no próximo ano. O polo do Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires irá funcionar na atual escola básica Jerônimo Coelho, no Centro de Laguna, onde hoje estão matriculados cerca de 130 alunos.

De acordo com secretário de Desenvolvimento Regional de Laguna, Luiz Felipe Remor, o projeto de restauração do prédio foi concluído na última sexta-feira. Ele diz que o estudo já foi aprovado pelos órgãos da área, entre eles o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), já que a edificação é tombada pelo governo federal. Na terça-feira, o projeto foi encaminhado à secretaria de Estado da Educação. A obra está estimada em R$ 4,6 milhões.

Remor afirma que, durante a reunião, o governo pediu ao secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, que levante os recursos para as obras em Laguna. O projeto prevê o restauro, a reforma e a ampliação do prédio. O trabalho pode começar ainda este ano, caso o dinheiro seja liberado pelo Estado.

De início, serão duas turmas do sexto ano e outras duas do sétimo ano, mas, com o tempo, as ofertas de vagas deverão ser ampliadas. Remor diz ainda que o governador não abre mão de que a direção da escola fique a cargo de um policial militar. O projeto pedagógico já foi definido pelo comando da PM. A instituição irá dividir os custos do colégio com a Secretaria de Educação. 

Os 130 alunos do Jerônimo Coelho serão remanejados para outras unidades. “Não vai ter prejuízo para ninguém, apenas benefícios. O colégio é uma vitória para Laguna e região”, diz Remor.

 

Funcionamento
Acesso às vagas ocorre por sorteio
Atualmente o colégio militar tem duas unidades, uma em Florianópolis e outra em Lages, que completou um ano de funcionamento. O acesso à instituição costuma ser definido por sorteio: 90% das vagas são destinadas a filhos de policiais militares, bombeiros militares e funcionários civis da PM; e 10% para a comunidade em geral. Mas, segundo Remor, no caso de Laguna esta proporção de vagas pode ser alterada.



Veja Também
Waguinho projeta duelo difícil: ‘dois times fortes’
Homem é assaltado enquanto esperava lanche

Um homem de 32 anos foi assaltado na madrugada de ontem, em Tubarão. De acordo com a Polícia Militar (PM), ele relatou que aguardava seu lanche em um estabelecimento, na avenida Pedro Zapelini, quando foi abordado por dois homens encapuzados. Com uma arma em mãos, a dupla desceu de uma caminhonete Range Rover, com placas de Capão da Canoa, do Rio Grande, e anunciou o crime. 

Eles mandaram a vítima entregar a caminhonete Hilux, o celular, o dinheiro e falaram para que corresse, caso contrário atirariam. Depois do assalto, na manhã de ontem, o carro foi recuperado. O veículo estava em Jaguaruna. 

No dia anterior, outro assalto semelhante foi registrado em Jaguaruna. O carro foi recuperado em Arroio do Silva, e três homens foram presos. O rastreador do veículo contribuiu para a localização dos envolvidos. No assalto de ontem, os suspeitos perguntaram à vítima se o carro possuía rastreador.

Sinalização será iniciada em Tubarão

A Polícia Militar de Tubarão vai iniciar na próxima semana, em conjunto com a prefeitura, a colocação das placas de sinalização para dar início à fiscalização com câmeras na cidade. Conforme o DS trouxe com exclusividade na edição de ontem, a vistoria através do videomonitoramento terá início em agosto.

Inicialmente, dez pontos serão monitorados por meio de uma central instalada na sede do Batalhão da Polícia Militar. Nos pontos definidos, serão fixadas placas sobre a fiscalização e, em seguida, será entregue um material informativo, que está em fase de produção. Logo depois, as orientações serão distribuídas, ao longo do mês de julho, em blitzes educativas, que serão feitas pela PM. 

“Quando estiver efetivado, por meio deste sistema será possível identificar infrações de trânsito, como ultrapassagens indevidas, avanços de sinal, acidentes, estacionamento em local proibido, entre outros atos que prejudicam muitas pessoas. É uma ferramenta que já existe e que agora será ainda melhor utilizada”, fala o gerente de Trânsito da prefeitura, Dionísio de Quadros, após reunião com o comando da PM de Tubarão.

Policiais palestram sobre drogas e álcool