Escola Sem Partido: projeto é debatido em audiência
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 12-08-2017

O projeto de lei 23/2017, que institui o Escola Sem Partido em Tubarão, foi debatido em audiência pública na Arena Multiuso, nesta sexta-feira. 

O debate contou com a participação de professores e comunidade escolar e ocorreram exposições representando as opiniões contrárias e favoráveis ao projeto.

O projeto de lei foi proposto pelo vereador Lucas Esmeraldino. Os expositores favoráveis ao Escola Sem Partido foram o deputado federal Eduardo Bolsonaro, o advogado Miguel Nagib, a psicóloga Marisa Lobo e a professora Ana Caroline Campagnolo.

“O projeto é mais simples do que se fala. É importante ressaltar que não há previsão de crime e também não estamos criando deveres, pois estes já estão na Constituição”, declarou Bolsonaro, um dos ferrenhos defensores.

Falaram contra a implantação os professores doutores Fernando de Araújo Penna (UFF) e Rosângela Pedralli (UFSC) e os professores mestres Vinicius Valença Ribeiro (IFC), Samuel Martins dos Santos (Cesusc) e Marciel Evangelista Catâneo (Unisul). 

Os defensores contrários questionam a própria necessidade do projeto de lei, já que ele aborda questões que já estão na Constituição e que já são cumpridos pelos professores. Além disso, salientam que existem questões de religião e gênero incluídas no projeto.



Veja Também
Fiscalização é feita em lojas de Tubarão
TJ dobra indenização após acidente de trânsito
Laguna: área para usina termosolar está em estudo
Goleiro do Hercílio busca espaço no Estado