Grupo é condenado por praticar estelionato
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 15-07-2017

Um grupo envolvido em um esquema de golpes em Tubarão foi condenado por estelionato e associação criminosa. Foram seis condenações, uma a seis anos e oito meses de reclusão e as outras cinco com a mesma pena: cinco anos, nove meses e dez dias.

O crime foi descoberto em 2009, após atuação da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Tubarão. O esquema de estelionato envolvia o golpe conhecido como “arara”.

Os estelionatários falsificavam documentos de pessoas físicas e jurídicas para fazer compras com fornecedores de diversas partes do país e depois não pagavam as contas. A ação criminosa causou um prejuízo de mais de R$ 500 mil.

Na época, a Polícia Civil conseguiu recuperar cerca de 20% dos produtos obtidos com o esquema. Os criminosos compravam desde cestas básicas, brinquedos e roupas até materiais de construção civil.



Veja Também
Avaí volta para a Associação de Clubes de Santa Catarina
Foragido se entrega em Capivari

Um homem de 33 anos, considerado foragido da Penitenciária de Itajaí, foi preso novamente na segunda-feira, em Capivari de Baixo. De acordo com a PM, a guarnição foi acionada para ir até o fórum da cidade, pois o condenado estava no endereço e informou que estava foragido desde o dia 4. 

Conforme a PM, em consulta ao nome do homem, foi confirmado no Sisp que este estava foragido (saída no dia 28 de março) e que não compareceu na data de retorno. Diante dos fatos, a guarnição conduziu o foragido ao Presídio Masculino de Tubarão. 

Ainda no mesmo dia, em Braço do Norte, a Polícia Militar da cidade cumpriu dois mandados de prisão. Os mandados do Poder Judiciário foram cumpridos em apoio ao oficial de Justiça da cidade, sendo os dois homens apreendidos e também encaminhados ao Presídio Masculino de Tubarão.

Farol: comunidade faz apelo contra desocupação
Volante Gelson é apresentado no Peixe