Grupo é condenado por praticar estelionato
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 15-07-2017

Um grupo envolvido em um esquema de golpes em Tubarão foi condenado por estelionato e associação criminosa. Foram seis condenações, uma a seis anos e oito meses de reclusão e as outras cinco com a mesma pena: cinco anos, nove meses e dez dias.

O crime foi descoberto em 2009, após atuação da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Tubarão. O esquema de estelionato envolvia o golpe conhecido como “arara”.

Os estelionatários falsificavam documentos de pessoas físicas e jurídicas para fazer compras com fornecedores de diversas partes do país e depois não pagavam as contas. A ação criminosa causou um prejuízo de mais de R$ 500 mil.

Na época, a Polícia Civil conseguiu recuperar cerca de 20% dos produtos obtidos com o esquema. Os criminosos compravam desde cestas básicas, brinquedos e roupas até materiais de construção civil.



Veja Também
Terremoto de 7,1 graus deixa mais de 220 mortos
ATN conquista título estadual em Campeonato de Inverno

As equipes da Associação Tubaronense de Natação (ATN) foram destaque em três competições diferentes no último fim de semana e conquistaram um título estadual.

Sob o comando dos técnicos André Lemos e Eduardo Morini, os nadadores acima de 13 anos conquistaram o título geral do Campeonato Catarinense Absoluto de Inverno – Troféu Fernando Scherer, em evento que contou com a participação de 282 atletas de 17 clubes de todo o Estado. A disputa ocorre na piscina de 50 metros do Complexo Aquático da Unisul, em Palhoça.

Ao todo, a equipe da Cidade Azul conquistou 26 medalhas. Foram nove de ouro, dez de prata e sete de bronze. Entre os destaques está a atleta Fernanda Delgado, que alcançou o melhor índice técnico da competição.

Já a equipe de nadadores com idades entre 12 e 14 anos disputaram a Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) e conquistaram o terceiro lugar na categoria feminina, com sete medalhas (três de ouro, duas de prata e duas de bronze).

O nadador Bruno Avelino Oliveira, da ATN, também conseguiu um resultado importante: ele conquistou o segundo lugar na categoria júnior na quarta etapa da Copa Brasil de Maratonas Aquáticas 2017, disputada no Lago Paranoá, em Brasília. Na prova de cinco quilômetros, com a participação de 200 atletas, ele conquistou o oitavo lugar.

Parceria não será apenas para a troca de atletas

Com a parceria firmada entre o Atlético Tubarão, a Unisul e o Grêmio, assinada na tarde desta segunda-feira, em Porto Alegre, será aberto um intercâmbio não apenas de atletas. A união visa também ao desenvolvimento de inovações voltadas para as diversas áreas do futebol.

“Não é meramente uma parceria para a troca de jogadores. Trata-se também de um avanço tecnológico. Toda tecnologia da Universidade fica à disposição do Grêmio. Fizemos questão de fazer uma visita técnica e vimos que ali nós poderíamos ter um centro de excelência de novos conceitos e inovação para o clube. É um convênio que nos contempla por inteiro”, disse o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior.

Quatro atletas já foram cedidos pela equipe gaúcha. O goleiro Gabriel, o zagueiro Truyts, o volante Guilherme Amorim e o meia Leandro Canhoto integram, há algumas semanas, o elenco do Tubarão, que se prepara para a disputa da Copa Santa Catarina. Para os catarinenses, a parceria é mais um pilar na estruturação do clube que visa alcançar a Série B do Campeonato Brasileiro até 2025.

“As nossas ideias ligadas à inovação nos permitiram fechar esta parceria com o Grêmio, um dos maiores clubes do mundo. Acreditamos que esta troca de conhecimento será um passo muito grande para o nosso crescimento”, destacou o presidente do Clube Atlético Tubarão SPE, Luiz Henrique Martins Ribeiro.

Para a Unisul, a parceria com os dois clubes serve para o desenvolvimento de diversos cursos, aplicando na prática os conceitos elaborados em sala de aula. A universidade já desenvolve um trabalho assim com o Tubarão em algumas áreas, como a nutrição e a comunicação.

“Estamos muito felizes de participar desta parceria de empreendedorismo, misturando a inovação com a educação. Sem dúvida, a casa da inovação é a universidade”, salientou Lester Marcantonio Camargo, vice-reitor e assessor jurídico da Unisul.

Leão se prepara para as semifinais