Instrutores de desafio podem responder por lesão
Matéria via Diário do Sul / Postado dia 20-04-2017

O laudo de uma equipe de psiquiatria que acompanha a garota de 20 anos que estaria envolvida com o jogo da “Baleia Azul” deverá apontar a responsabilidade dos instrutores, chamados “curadores” no jogo, que usaram o WhatsApp para orientá-la nas etapas que deveriam ser seguidas no desafio.

Ambos, segundo a polícia, seriam do Pará. De acordo com o delegado responsável pela Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Tubarão, Felipe Samir Ferreira Andrade, com a identificação dos números de telefone a polícia aguarda agora laudo médico que deverá apontar se a jovem teria condições psicológicas para oferecer resistência à pressão dos “curadores” no jogo.

“Caso o laudo indique que ela não poderia oferecer resistência, os suspeitos poderão ser responsabilizados por lesão corporal”, diz o delegado. Além de tentar atentar contra a própria vida, no sábado, ao buscar se jogar no rio, a jovem ainda provocou cortes no corpo: em um dos braços, com uma gilete, fez o desenho de uma baleia.

O desenho feito no corpo, assim como atentar contra a própria vida, fazem parte das 50 tarefas que supostamente são sugeridas pelos curadores do jogo. A jovem, conforme o delegado, sofre de depressão profunda. Ela foi salva pelo namorado, que a impediu de se matar.


Denúncia

O delegado Felipe orienta que esses grupos buscam pessoas que já estão vulneráveis. “Por isso, é preciso atenção. Não entrar no jogo de jeito nenhum. E mais: caso alguém perceba que há outra pessoa induzindo alguém para que atente contra sua vida, o que é crime previsto no artigo 122 do Código Penal, que faça uma denúncia à polícia”, informa Felipe.



Veja Também
Judocas de Imbituba disputam Campeonato Brasileiro na Bahia
Projeto regulariza emprego para detentos

O governo do Estado encaminhou à Assembleia Legislativa um projeto de lei para regulamentar as parcerias entre Estado e empresas privadas que pretendem empregar presos dentro ou fora das unidades do sistema prisional. Na prática, estas parcerias já existem por meio dos mais de 240 convênios de trabalho firmados entre a Secretaria da Justiça e Cidadania com empresas privadas e órgãos públicos, possibilitando o emprego de detentos em atividades laborais.

Pela Lei de Execuções Penais (LEP) as empresas ficam obrigadas a pagar um salário mínimo. Entretanto, ficam dispensadas do pagamento de décimo terceiro, FGTS, INSS e aviso prévio, bem como alguns impostos e outros benefícios trabalhistas previstos na CLT.

Jovem de 21 é morto com dois tiros

O quarto homicídio do ano em Laguna, o segundo em menos de 15 dias, foi registrado na madrugada de sexta-feira. Altair Mitério, 21 anos, foi baleado nas costas com dois disparos. O assassinato aconteceu na rua Leoberto Leal, bairro Progresso. O jovem chegou a ser socorrido e morreu no hospital.

De acordo com a polícia, o jovem foi alvejado na noite de quinta-feira, mas veio a falecer durante a madrugada. De acordo com o delegado da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna, Rubem Tomé, pelo menos seis disparos foram efetuados, sendo que quatro deles acertaram portões de duas casas.

“Ontem [sexta-feira] realizamos perícia no local, junto com o Instituto Geral de Perícias (IGP). Ainda não há informações de suspeitos e seguimos com as investigações”, informa o delegado. A vítima tem pelo menos 30 passagens pela polícia por tentativa de homicídio, furto, posse e tráfico de drogas e violação de domicílio, além de ter sofrido uma tentativa de homicídio em junho de 2013.

Investigação aponta para crime ligado ao tráfico

Sobre a motivação do assassinato, Rubem destaca que pode estar ligado ao tráfico de drogas. “Como também há outras vertentes, tendo em vista que ele possui várias passagens pela polícia”, informa o delegado. Com a morte do jovem, sobe para 13 o número de assassinatos registrados na região da Amurel este ano. Tubarão e Laguna têm quatro assassinatos, seguidos de Imbituba, com duas mortes. Garopaba, Capivari de Baixo e Braço do Norte tiveram um homicídio cada.

Food Park ocorre na Arena Multiuso

Neste fim de semana ocorre, no estacionamento da Arena Multiuso, o evento Food Park. O encontro de chefs de rua vai apresentar ao público diversas opções da gastronomia sobre rodas.

A praça de alimentação vai contar com 12 food trucks, que oferecerão delícias como hambúrguer, cachorro-quente, comida mexicana, milk-shake, churros, brigadeiros e muito mais.

Além da variada opção gastronômica, a Arena Multiuso vai ser palco de diversas atrações culturais e esportivas, voltadas para toda a família. Campeonatos de skate, festival de música autoral, campeonato de escolinhas de esporte, partida de futsal, apresentação de participantes do “The Voice” e outras programações ocorrem com entrada franca.

No sábado e no domingo, o evento ocorre das 11h às 22h.