Abordagens terão kits para exames toxicológicos
Matéria via DIÁRIO DO SUL / Postado dia 11-01-2019

Um convênio para que os policiais de Santa Catarina portem kits de testes rápidos para a realização de exames toxicológicos foi assinado ontem. O procedimento permitirá que os agentes realizem os exames no local das abordagens. O método para a detecção de cocaína, com o reagente tiocianato de cobalto, é o mesmo realizado nos laboratórios do Instituto Geral de Perícias (IGP). 

Os kits de reagentes começarão a ser usados nas principais cidades do Estado no fim de fevereiro. Antes, os oficiais que trabalham na rua receberão treinamento para aplicar o teste. Santa Catarina será o primeiro Estado brasileiro a implantar esta tecnologia.

O teste para cocaína e crack é feito com o reagente tiocianato de cobalto. São aplicadas duas gotas do produto na droga. Se a coloração do líquido se mantém rosa, o resultado é negativo. Quando o resultado é positivo para a presença de 
cocaína, o coloração muda para azul. 

Para maconha, a constatação é visual, analisando as folhas e sementes. Em casos de resultado positivo, as porções apreendidas ainda serão encaminhadas ao IGP para o exame definitivo. 

Os kits com reagentes de reação rápida são similares àqueles utilizados por policiais que atuam no combate ao narcotráfico nos principais aeroportos do mundo. 

O convênio foi firmado ontem entre o Poder Judiciário, o Ministério Público e a Secretaria de Segurança Pública do Estado de Santa Catarina. O governador Carlos Moisés participou do ato.



Veja Também
Brasil faz amistoso sábado

Um convênio para que os policiais de Santa Catarina portem kits de testes rápidos para a realização de exames toxicológicos foi assinado ontem. O procedimento permitirá que os agentes realizem os exames no local das abordagens. O método para a detecção de cocaína, co

leia mais ...